Passatempo: "Os Dias do Fim" de Marco Barrancos

Como já tinha anunciado na entrevista com o Marco Barrancos na Segunda-Feira, venho com mais um passatempo para o blogue! Em parceria com a Editora Alfarroba, a quem desde já agradeço pela disponibilidade, fazer este passatempo! Vamos Sortear um dos mais recentes livros editado pela editora, "Os Dias do Fim" de Marco Barrancos
Poderão ler mais sobre o livro aqui.

Para participar neste passatempo é OBRIGATÓRIO (todos os links estarão disponíveis no formulário):
– Preencher o formulário mais abaixo. (ou aqui)
– Dar like nas páginas de facebook da editora e na do blogue A Liliana Raquel.
– Seguir o blogue A Liliana Raquel 
– Partilhar o passatempo, como PÚBLICO, numa rede social.

Avisos:
– Os passos obrigatórios estão sinalizados como tal.
– Qualquer requisito/informação vazio(a), assim como informações erradas ou pouco claras, invalidarão a participação da pessoa.
– A partilha deverá ser pública, caso contrário, não conseguiremos vê-la e o participante terá a sua participação anulada.
– Participações válidas apenas para residentes em Portugal e ilhas, tal como o envio será feito apenas para as mesmas.
– O passatempo termina dia 15/06/2018, às 23h59min,
- O vencedor será anunciado durante os dias seguintes ao término do passatempo.
– Os vencedores serão sorteados através do site random.org.
– O livro será enviado pela Alfarroba.
– O blogue e a editora não se responsabilizam por um possível extravio ou pelo estado em que possa chegar o livro.

À Conversa Com... Marco Barrancos


A iniciar uma nova Rubrica, que pretendo continuar no blogue, À Conversa com..., hoje com Marco Barrancos, autor do Livro "Os Dias do Fim", um romance publicado pela Editora Alfarroba.

Quem é o Marco?
O Marco é um pai que reside em Setúbal, na casa dos quarenta anos de idade. Um idealista, utópico.

Como se descreve numa palavra
Reservado

Se tivesse a oportunidade de voltar atrás no tempo, e dar um conselho a si próprio quando era mais novo, qual seria?
Se fosse possível tal coisa, aconselharia que seguisse os meus verdadeiros ideais e não perdesse tempo com coisas que não merecem a pena. Um maior foco e objectividade, julgo que em resumo era isso. Acho que perdi muito do meu precioso tempo. Quando damos conta disso já é demasiado tarde.

Como surgiu o seu gosto pela escrita?
O meu gosto pela escrita surgiu muito cedo. Não quero exagerar mas foi até um pouco precoce. Muito antes do ensino secundário já eu procurava escrever “coisas” sem compreender essa necessidade e sem ter as bases necessárias para o fazer. Escrevia pequenos poemas,  enredos de circunstância. De certa maneira procurava já as respostas para as muitas perguntas que me perseguiam e ainda perseguem. As particularidades quotidianas sempre me induziram a uma permanente reflexão. É isso que gosto na escrita.

Quem o inspira na escrita?
Para além daquilo que já referi, não tenho a inspiração focado numa única pessoa apenas. No fundo as minhas grandes inspirações são os escritores que leio. A escrita que adoptamos é uma amálgama proveniente dessas leituras que fazemos ao longo da vida. Temos inevitavelmente um bocadinho de todos eles.

O que levou a publicar um livro?
A publicação é apenas uma consequência lógica do processo criativo. Não acredito que se guarde indefinidamente na “gaveta” um manuscrito. Mais tarde ou mais cedo ele terá que se materializar ou de alguma forma tornar-se visível. Acho que é uma imperatividade natural. Mostrar aos outros aquilo que fazemos e o prazer que colocamos nessa mesma tarefa.

Agora, depois de lançar o livro mudava alguma coisa nele?
Se fosse possível sim. Nunca dou um livro por acabado, pois nunca me parece suficientemente perfeito.

Livro - Os Dias do Fim de Marco Barrancos
O que leva uma pessoa a chegar aos seus dias do fim?
Não querendo contribuir para algum género de alarmismo ou pessimismo, acho que caminhamos todos para os nossos dias do fim. Falo como é óbvio destes novos tempos. Julgo que vivemos um período particularmente perigoso em que as pessoas deixaram de ser o foco prioritário daqueles que tem em suas mãos os seus destinos. Daqueles que nos governam. Ou então é apenas a história a repetir-se, como já em tantas outras ocasiões ocorreu no passado. O mundo vive ciclos e apesar dos muitos avanços tecnológicos o ser humano persiste preso aos mesmos dogmas, aos mesmos males e receios que sempre o atormentaram. A ganância do homem é a génese de todos os males da humanidade.

Se tivesse de escolher apenas uma palavra para descrever o livro, qual seria?
Desalento. Foi aliás o titulo provisório antes de passar a Dias do Fim. No fundo é o que pretendo transmitir. O desalento destes novos dias, a resignação a que as pessoas se entregam na actualidade.

Já tem ideias para novos livros?
As ideias para livros são uma constante na minha cabeça. Todos os dias constato situações que poderiam originar livros. Algumas passam para o papel. Digamos que é uma primeira triagem que faço. Depois a história vai ganhando forma, adquirindo um corpo próprio uma vida própria. Na maior parte dos casos, diria 90%, fica pelo caminho, inacabado. Sobram os 10% que se materializam. Não sou metódico ou disciplinado na escrita como gostaria de ser. Ando numa constante deriva e não tenho o controle como deveria e para quem pretende escrever.

O que gostava de dizer a quem nos está a ler?
Gostava que lessem os Dias do Fim e que de alguma forma isso contribuísse para um momento de reflexão. Julgo que cada vez mais nos dias de hoje as pessoas deixaram de refletir. Vivemos um imediatismo desenfreado.

Espero que tenham gostado da entrevista!
Podem comprar o livro no site da editora aqui. E seguir o autor no facebook.
E na próxima semana teremos um passatempo! Fiquem atentos!

Na Tv: Rush Hour

Género: Comédia, Policial, Ação
Número de Episódios: 13
Estado: Terminada
Sinopse:
A história acompanha as aventuras de um detetive de Hong Kong que é designado para trabalhar ao lado de um detetive de Los Angeles. A série gira em torno de Lee (Jon Foo) e Carter (Justin Hires). Os dois como detetives, se juntam para resolver casos. Eles contam com a ''ajuda'' do primo de Carter, Gerald (Page Kennedy). A série traz casos semanais que enquanto resolvem, investigam a gangue dos 'Quantou'.


Trailer:

A Minha Opinião:
Baseada na série de filmes "Hora de Ponta", do Jackie Chan, esta série trás também muita luta e comédia.
Eu sou fã dos filmes, e quando soube que ia haver uma série, mesmo que sem o Jackie Chan, eu fiquei bastante contente.
A série conta a história de Lee, que vai para os Estados Unidos da América à procura de um gangue que fez estragos na sua família, principalmente à sua irmã mais nova, acaba por ficar parceiro de Carter, que não acha graça nenhuma porque prefere trabalhar sozinho. Só que o que era para ser uma visita rápida a L.A., acaba por ser muito mais extensa, pois o gangue veio para ficar.
Eu gostei bastante da série, apesar de nos EUA não ter tido uma boa receção. Obviamente que não Jackie Chan e o Chris Tucker, mas ambos os atores estiveram muito bem nos seus papéis. A série continuou com a animação de Carter, e o profissionalismo de Lee. Por isso acho que não estragou a reputação dos filme.
Infelizmente foi cancelada, mas mesmo assim aconselho que vejam, porque vale mesmo a pena.
A Minha Classificação:


Eurovisão 2018: A Segunda Semi-final - As Minhas preferidas

Desta vez venho um pouco mais tarde!
Para mim a 1ª semi final tinha melhores músicas que a primeira, mas mesmo assim, a minha preferida de todas competiu ontem!
Já estão apurados os últimos 10 países a competir amanhã na final e são eles: Dinamarca, Noruega, Sérvia, Moldávia, Holanda, Austrália, Hungria, Suécia, Eslovénia e Ucrânia.
A minha preferida de todas é a da Dinamarca! As restantes, que algumas nem passaram, não estão por nenhuma ordem especifica.
Rasmussen - Higher Ground
Alexander Rybak - “That's How You Write A Song
Sanja Ilić & Balkanika - Nova Deca
Jessika (feat. Jenifer Brening) - Who We Are 
Jessica Mauboy - We Got Love
DoReDoS - My Lucky Day
MELOVIN - Under The Ladder 
FUNNY GIRL - Laura Rizzotto
Ethno-Jazz Band Iriao - For You 
Gromee feat. Lukas Meijer - Light Me Up 

Quais são as vossas favoritas?

Cinema: Angry Birds

Título original: The Angry Birds Movie
De: Clay Kaytis, Fergal Reilly
Com: Peter Dinklage (Voz), Tituss Burgess (Voz), Jason Sudeikis (Voz), Maya Rudolph (Voz), Maya Rudolph (Voz)
Género: Animação, Comédia
Ano: 2016

Sinopse:
Era uma vez uma ilha paradisíaca habitada por pássaros de todos os géneros e feitios. Como em qualquer outro lugar, existem os que são naturalmente populares e os que se esforçam por ser aceites. Estes últimos podem parecer invisíveis, mas o que o que verdadeiramente desejam é ter amigos. É o caso de Red, Chuck e Bomb, três passarocos muito amigos cuja inadaptação resultou em graves problemas de autocontrolo. Certo dia, a ilha é invadida por uma vara de porcos verdes liderada por Leonard. Se, ao princípio, a população fica fascinada com a animação prometida pelos porcos, depressa se dá conta de que eles ali estão com um objectivo específico: roubar-lhes os ovos. É então que os temperamentais Red, Chuck e Bomb, os inadaptados a quem nunca ninguém deu importância, põem a sua raiva contida ao serviço de uma rebelião que os liberte do jogo dos porcos malfeitores e os ajude a recuperar os ovos e a sua liberdade…

Trailer:
A Minha Opinião:
Eu cheguei a jogar o jogo, mas nunca me cheguei a viciar realmente, achava graça e assim, mas não ao ponto de não pensar noutra coisa como aconteceu com outros jogos.
Parti céptica para o filme, afinal basear filmes em jogos não me parecia uma grande aposta, mesmo com a fama que ele tinha. Talvez seja por isso que demorei tanto tempo ver o filme.
Vamos então à história, o filme acompanha Red, um pássaro mal humorado com problemas de auto-controlo de raiva,  que tem aulas de gestão de raiva, onde conhece os seus amigos Chuck e Bomb. Um bando de porcos invade a ilha, mas ninguém percebe o quão mau isso pode ser, a não ser os três "excluídos", a quem ninguém dava importância. É então a oportunidade de eles se tornarem os heróis, usando como poderes a sua raiva e falta de controlo. 
O filme espantou-me pela positiva, não esperava algo tão conciso e bem estruturado. Pegaram bem no jogo transformando-o num filme com pés e cabeça. Foca em coisas tão reais, como a exclusão, o avaliar as pessoas sem realmente as conhecerem, o que é bom para as crianças perceberem que isso é algo que não se deve fazer.
A Minha personagem favorita foi o Red, ele apesar daquela capa de raivoso, era boa pessoa, não sabia era controlar toda a frustração que sentia.
Aconselho que vejam o filme, é sem dúvida uma agradável surpresa, ótimo para crianças e para ver em família. 
A Minha Classificação:


Eurovisão 2018 - A Primeira Semi-Final - As Minhas Favoritas

Terminou à pouco mais de uma hora a 1ª semifinal da Eurovisão, e eu venho falar um pouco sobre ela.
Eu sou fã à muito anos da Eurovisão e vivo intensamente, e vejo as músicas, tops no youtube, contudo este ano não analisei as músicas até à exaustão, para ter alguma surpresa durante a gala, apesar de ao vivo ser sempre diferente dos videoclipes que eles fazem.
Primeiro que tudo, este evento foi a prova de que Portugal consegue organizar um evento desta dimensão tão bem ou melhor que qualquer país da europa, e com muito menos dinheiro. Apelidaram esta edição como a mais barata de sempre, e não diminuiu a qualidade, o palco estava excelente.
Apenas o inglês estava em falha por parte das apresentadoras, menos da Daniela (como era de esperar, tem muito mais facilidade com o idioma), muito por nervosismo, afinal estavam a falar para milhões de pessoas espalhadas por todo o mundo.
Já estão apurados os primeiros 10 países para a final de Sábado, que são o Chipre, a Albânia, a República Checa, a Lituania, o Israel, a Estónia, a Bulgaria, a Finlândia e a Irlanda. Para trás ficaram países muito favoritos do público como o Azerbeijão e a Grécia, que me espantaram bastante.
Vamos então às minhas 10 favoritas, as que para mim passariam à final! Não está por ordem de preferência.
Yianna Terzi - Oniro Mou 
ZiBBZ - Stones 

Eleni Foureira - Fuego 
Eugent Bushpepa - Mall
Mikolas Josef - Lie to Me
Ryan O'Shaughnessy - Together 
Saara Aalto - Monsters
Cesár Sampson - Nobody But You
ALEKSEEV - Forever
Our Choice - Ari Ólafsson 
Qual é a vossa favorita?

Crítica Literária: Mary Higgins Clark - Enquanto o Tempo Passa

Enquanto o Tempo Passa
de Mary Higgins Clark

ISBN: 9789722534376
Edição ou reimpressão: 04-2018
Editor: Bertrand Editora
Idioma: Português
Páginas: 280
Género: Policial e Thriller

Compre na Wook:
Livro: 14,94€
Ebook: 9,99€

Sinopse:
Delaney Wright está no melhor momento da sua carreira: o julgamento mais sensacional do momento vale a esta jovem jornalista a promoção para o noticiário da noite! O caso de Betsy Grant, acusada de matar o marido, um médico rico, fascina o público. Especialmente a multiplicidade de pistas acusando a viúva, embora ela esteja disposta a fazer qualquer coisa que possa provar a sua inocência. Qualquer coisa inclui recusar a negociação de uma sentença. Delaney, convencida de que Betsy não é culpada, quer ajudá-la a qualquer custo. Mas, à medida que o julgamento avança, os amigos Alvirah e Willy Meehan revelam-lhe um segredo perturbante: a identidade da sua mãe biológica, que até então desconhecia...


Duas mulheres em busca da verdade, um destino perigosamente ligado num incomparável suspense assinado por Mary Higgins Clark.

Críticas da Imprensa
«Com um suspense indescritível... Um tipo particular de terror.»
San Francisco Chronicle

«A senhora da alta tensão.»
The New Yorker

«A Grande Dama dos thrillers americanos.»
Los Angeles Times Book Review

«Uma pérola.»

Richmond Times-Dispatch

A Minha Opinião:
Desde já agradeço à editora por me ter cedido um exemplar deste livro.
Eu nunca tinha lido nada da autora, mas já tinha ouvido falar muito bem dela, por isso parti para a leitura ansiosa. Eu adoro um bom mistério, seja em série, filme ou livro, gosto muito de policiais.
O livro conta a três mistérios, o da mãe de Delaney, que foi adotada à nascença, ou melhor vendida, a uma família rica, e que busca pela sua mãe biológica. O da morte do marido de Betsy, Edward Grant que tinha alzheimer, durante a noite, do qual ela é acusada. E por fim um negócio de venda de droga. Por detrás destes mistérios, existem também histórias de amor e de desespero.  Não me vou avançar mais na história, senão acabo por desvendar a história, mas como pano de fundo do livro temos o julgamento de Betsy pela morte do marido.
Eu gostei bastante do livro, é fácil de ler, sem aquelas descrições infinitas, simples e numa linguagem acessível a qualquer um, e que nos faz viajar por toda a história daquelas personagens, abordando temos atuais, como a gravidez na adolescência, o consumo de drogas, a doença de Alzheimer, entre outros, que torna todo aquele enredo muito mais real.
Todo o julgamento parece muito real, do que eu vi na televisão, pois nunca assisti a nenhum, e aproxima o leitor da história e das personagens.
Por norma eu costumo acertar logo em quem é culpado, e neste livro eu estive até ao fim para conseguir ter a certeza de quem era o criminoso, e a forma como a autora descreve as personagens e o que vai na sua mente, faz com que ganhemos empatia por elas, mesmo que à partida elas sejam más.
Aconselho vivamente que leiam este livro, eu fiquei muito fã da autora, e vou ler mais livros dela de certeza.
A Minha Classificação:



Leitura com o apoio:

Na Tv: Boss Baby: Volta a Bombar


Título Original: Boss Baby - Back in Business
Género: Animação, Comédia
Número de Episódios: 11 da 1ª Temporada 
Onde ver: Netflix



Sinopse:
De terno e gravata e um comportamento pouco ingénuo, um esperto bebê conta com a ajuda de seu irmão mais velho para mergulhar em um universo repleto de aventuras. No entanto, esse pequeno chefe que já assumiu grandes missões precisa agora conciliar sua carreira na corporação BabyCorp com a vida pessoal.


Trailer:

A Minha Opinião:
Antes de mais eu adorei o filme (podem ler a minha review aqui), e fiquei super feliz quando soube que a netflix ia fazer uma série! E fiquei surpreendida pela rapidez com que ficou disponível em Portugal e dobrada. A Netflix tem apostado em conteúdos para todas as idades o que é muito bom, pois produzem filmes e séries de qualidade. Espero que continuem a apostar em séries para crianças e adolescentes. 
Mas vamos então à série. Esta conta a história pós filme, onde o Boss regressa a casa, mas vai manter o seu trabalho na BabyCorp, mas como agente no terreno, contando com a ajuda do seu irmão mais velho Tim. Agora a ameaça aos bebés não são os cães, mas sim os gatos. Além de ter de lidar com eles, sempre a ajuda da sua equipa, tal como tinha no filme, Boss vai ter que lidar com o Presidente Mega Gordo, o seu chefe que não gosta dele e não perde uma oportunidade de o tentar despedir. 
Eu gostei bastante da série, é leve e divertida, mantendo o estilo do filme, onde o Boss aprende a ser bebé, mas mantém o seu trabalho como agente infiltrado, sempre com o seu humor de executivo. A voz do Boss continua a ser a mesma, do Fernando Luís, o que faz com que a voz do bebé continue engraçada, pois não tem nada a ver com a voz de uma criança. 
Aconselho que vejam!

A Minha Classificação:


Book Haul Abril

O mês de Abril foi de algumas aquisições literárias! Aproveitei promoções e recebi livros de colaborações e passatempos que ganhei.
Charlaine Harris - Sangue Fresco
Editora: Saída de Emergência
Preço: 5,00€
Compre na Wook Aqui
Sinopse:
Uma grande mudança social está a afectar toda a humanidade. Os vampiros acabaram de ser reconhecidos como cidadãos. Após a criação em laboratório, de um sangue sintético comercializável e inofensivo, eles deixaram de ter que se alimentar de sangue humano. Mas o novo direito de cidadania traz muitas outras mudanças…
Sookie Stackhouse é uma empregada de mesa numa pequena vila de Louisiana. É tímida, e não sai muito. Não porque não seja bonita - porque é - mas acontece que Sookie tem um certo "problema": consegue ler os pensamentos dos outros. Isso não a torna uma pessoa muito sociável. Então surge Bill: alto, moreno, bonito, a quem Sookie não consegue ouvir os pensamentos. Com bons ou maus pensamentos ele é exactamente o tipo de homem com quem ela sonha. Mas Bill tem o seu próprio problema: é um vampiro. Para além da má reputação, ele relaciona-se com os mais temidos e difamados vampiros e, tal como eles, é suspeito de todos os males que acontecem nas redondezas. Quando a sua colega é morta, Sookie percebe que a maldade veio para ficar nesta pequena terra de Louisiana.

Aos poucos, uma nova subcultura dispersa-se um pouco por todos os lados e descobre-se que o próprio sangue dos vampiros funciona nos humanos como uma das drogas mais poderosas e desejadas. Será que ao aceitar os vampiros a humanidade acabou de aceitar a sua própria extinção?

Charlaine Harris - Dívida de Sangue
Editora: Saída de Emergência
Preço: 5,00€
Compre na Wook Aqui
Sinopse:
Sookie Stackhouse está numa maré de azar: primeiro o seu colega de trabalho é morto e ninguém se parece preocupar; depois, é atacada por uma criatura que a infecta com um veneno doloroso e mortal. Tudo se complica quando Bill nada consegue fazer e pede a ajuda de Eric para lhe salvar a vida. A questão é que agora ela está em dívida para com Eric - um vampiro deslumbrante mas tão belo quanto perigoso. E quando ele lhe pede um favor em troca, ela tem que aceder.
De repente, Sookie está em Dallas a usar os seus poderes telepáticos para encontrar um vampiro. A sua condição é que os humanos não devem ser magoados. Mas a promessa de os vampiros se manterem na ordem é mais fácil de dizer do que de cumprir. Basta uma bela rapariga e um pequeno deslize para que tudo comece a correr mal…

Entretanto, também Eric tem os seus próprios segredos...

Danielle Steel - O Preço da Felicidade
Editora: 11x17
Preço: 8,00€
Compre na Wook Aqui
Sinopse:
Logo a seguir ao seu casamento com Andrew, Diana sugere em tom de brincadeira que irá engravidar durante a lua-de-mel. Muito tempo depois, ainda não está grávida. E enquanto cada mês que passa lhes traz uma nova desilusão, Diana e Andrew terão de questionar até onde estarão dispostos a ir por um filho.
Charlie sonha com uma casa cheia de filhos. Porém, a sua noiva tem outros planos. Quando Charlie descobre que é estéril, terá de repensar os seus valores - e o seu casamento com uma mulher que não partilha os mesmos sonhos que ele.
Ao fim de dez anos de vida em comum, Pilar decide casar com Brad Coleman, 19 anos mais velho do que ela e pai de dois filhos adultos. Apesar de a vida a dois ter sido satisfatória, Pilar não consegue deixar de pensar se algum dia se arrependerá de não ter tido filhos com Brad. Contudo, será uma gravidez tão tardia arriscada? E que diz do facto de o marido estar prestes a ser avô?

Através da vida destes casais, Danielle Steel mostra-nos as venturas e desventuras de quem pretende constituir uma família.

Danielle Steel - Porto Seguro
Editora: 11x17
Preço: 8,00€
Compre na Wook Aqui
Sinopse:
A coragem para voltar a amar. Uma história inesquecível de sobrevivência... de como duas pessoas que perderam tudo reencontram a esperança ... e dos atos extraordinários de fé e de coragem que motivam e mantêm as famílias juntas... Com graça e compreensão Danielle Steel explora os laços ténues entre mães e filhas, maridos e esposas, membros da família e amigos ao longo da vida. Este romance leva-nos através da paisagem complexa da perda e do bem que também sempre surge associado às mais terríveis tragédias. Em síntese, uma história de triunfo e uma elegia comovente para aqueles que sofrem e sobrevivem, Porto Seguro é, talvez, seu romance mais poderoso de afirmação da vida.


Estes quatros livros comprei devido a um cupão de desconto de aniversário da Bertrand. Se tiverem o Cartão Leitor, no vosso dia de aniversário recebem um cupão de 5€ para gastar numa compra de 25€ ou mais na Bertrand. O Cupão tem a duração de um mês, e só pode ser usado em livros com mais de 18 meses.

Mary Higgins Clark - Enquanto o Tempo Passa
Editora: Bertrand Editora
Preço: 14,94€
Compre na Wook Aqui
Sinopse:
Delaney Wright está no melhor momento da sua carreira: o julgamento mais sensacional do momento vale a esta jovem jornalista a promoção para o noticiário da noite! O caso de Betsy Grant, acusada de matar o marido, um médico rico, fascina o público. Especialmente a multiplicidade de pistas acusando a viúva, embora ela esteja disposta a fazer qualquer coisa que possa provar a sua inocência. Qualquer coisa inclui recusar a negociação de uma sentença. Delaney, convencida de que Betsy não é culpada, quer ajudá-la a qualquer custo. Mas, à medida que o julgamento avança, os amigos Alvirah e Willy Meehan revelam-lhe um segredo perturbante: a identidade da sua mãe biológica, que até então desconhecia...


Duas mulheres em busca da verdade, um destino perigosamente ligado num incomparável suspense assinado por Mary Higgins Clark.

Este livro foi-me disponibilizado pela Bertrand Editora, a quem desde já agradeço, em breve publico a minha resenha sobre o livro!

Catarina Fortes Passanha - Receitas para a Matilde
Editora: Chiado Editora
Preço: 14,40€
Compre na Wook Aqui

Sinopse:
"Que prato favorito faz a avó especialmente para ti?
De que bolo nunca te esqueces e há sempre em casa da mãe?
São estas receitas repletas de memórias e muito amor que gostava de partilhar com a Matilde.
A maior parte das vezes são receitas simples, mas que trazem as melhores recordações, conforto e saudade.
As memórias são condicionadas e permeáveis. Espero que através deste livro se construam novas experiências culinárias que se transformem em boas histórias e que nunca se esqueçam as antigas."
Ganhei este livro num passatempo do facebook do blogue The Daily Miacis!


Estas foram as minhas aquisições de Abril e as vossas como foram?

As Melhores Músicas Portuguesas Levadas à Eurovisão

Maio é o mês da Eurovisão, e é a primeira vez que o certame se vai realizar em Portugal. Eu como fã da Eurovisão à muitos anos estou bastante entusiasmada com as novas músicas!
Portugal participou pela primeira vez em 1964, tendo ao todo até 2018 participado 49 vezes. Até à vitória em 2017 o nosso melhor lugar tinha sido o 6º em 1996 com a Lúcia Moniz com a música "O meu coração não tem cor".
Das 49 músicas existem muitas que eu gosto, mas resolvi escolher as minhas 15 favoritas para vos mostrar aqui.
Não estão por nenhuma ordem de preferência, mas por participação. A maioria faz parte dos anos 80 e 90.

Simone de Oliveira - Desfolhada Portuguesa
Manuela Bravo - Sobe, sobe, balão sobe
José Cid - Um Grande, Grande Amor
Carlos Paião - Playback
Doce - Bem bom
Armando Gama - Esta balada que te dou
Dora - Não sejas mau para mim
Da Vinci - Conquistador
Dulce Pontes - Lusitana Paixão
Dina - Amor D'Água Fresca
Anabela - A cidade (até ser dia)
Sara Tavares - Chamar a música
Vânia Fernandes - Senhora do Mar (Negras Águas)
Flor-de-Lis - Todas as Ruas do Amor
Filipa Azevedo - Há dias assim
Sem dúvida que as dos anos 80 e 90 são das minhas preferidas, eu sei as músicas de cor e adoro! Quais são as vossas preferidas?

Estreias de Cinema Maio

Maio chegou e mais estreias no cinema em Portugal aí vêm! Conheçam as novidades do cinema!

Eu tenho alguns que quero ver, e vocês algum vos chamou à atenção?

Resultado do Passatempo "No limite" de Carlos Feio


Olá! Aqui venho com o resultado do passatempo que terminou hoje às 00h. Agradeço a todos os que participaram, ao todo tivemos 72 participações.

E sem mais demoras o vencedor é.... Paula Alexandra De Freitas Dinis.


Muitos parabéns! Entrarei contacto consigo em breve.

Estejam atentos ao blogue, haverá mais passatempos!!


Cinema: Idade do Gelo 5 - Teoria do Big Bang

Título original: Ice Age: Collision Course
De: Mike Thurmeier, Galen T. Chu
Com: Simon Pegg, Adam DeVine, Jennifer Lopez
Género: Animação, Comédia
País: Estados Unidos América
Ano: 2016
Duração: 100 Minutos

Sinopse:
Depois de "Deriva Continental", de 2012, este é o quinto filme do "franchise" de animação 3D "A Idade do Gelo", que arrancou em 2002. Scrat, um esquilo dente-de-sabre, encontra uma nave espacial e vai para o espaço, uma viagem que provoca uma reacção em cadeia. Como consequência, vários asteróides entram em rota de colisão com a Terra e os mamutes, tigres, preguiças, gambás e outros animais, com medo da extinção, tentam evitar a catástrofe. Um filme co-realizado por Mike Thurmeier (juntamente com Galen T. Chu), que já desempenhou várias tarefas nos filmes da saga, de animador a argumentista, tendo co-realizado os três últimos filmes, além de ter sido responsável, em 2006, pela realização de "No Time For Nuts", curta-metragem em que Scrat encontrava acidentalmente uma máquina do tempo. in PÚBLICO




Trailer:
A Minha Opinião:
Antes de mais eu vi todos os filmes da Idade do Gelo, e sou grande fã, contudo sou sincera ao dizer que este filme me passou um pouco ao lado, e só à pouco tempo me lembrei que havia um quinto filme. 
O filme conta a história de Manny e dos seus amigos a tentar impedir a colisão de um asteróide com a terra, que foi provocado por aquele esquilo fofinho que anda sempre atrás da bolota. Fogo de artificio aparece no céu, e se inicialmente tudo parecia bonito, quando começam a cair pedras a coisa muda de figura. Quem aparece é Buck, de a Idade do Gelo 3: Despertar dos Dinossauros, que vem a fugir de uns dinossauros que não gostaram que ele lhes tirasse o jantar. Juntamente com Manny e os seus amigos e família, vão tentar salvar a terra. Só que na vida de Manny está também o casamento da sua filha, coisa que não lhe agrada muito, pois ela quer ir para longe dele.
Comparando com os outros filmes, achei que este era talvez o pior. Provavelmente porque estão a esticar a franquia, e não haja tanto com que trabalhar, mas não deixa de ser um bom filme para ver em família, é animado e traz novos temas para a saga, como a família.
A minha personagem favorita é o Sid, pelo seu jeito desajeitado, é muito divertido. 
Para quem é fã de animação, aconselho que vejam, porque conseguem-se divertir!
A Minha Classificação:


Ideias de Prendas para o Dia da Mãe

Fonte: Pinterest
O dia da Mãe está à porta, e hoje trago-vos algumas ideias de prendas que podem comprar ou fazer!

Comprar
- Perfume
É o mais básico de todos! Mas eficaz e em alguns casos barato.
Este que vos mostro não chega aos 6€, e eu adoro o cheiro!
- Produtos de Beleza
O que vos mostro na fotografia são produtos de maquilhagem, mas podem fazer cabazes com cremes, ou até misturar com os produtos que a vossa mãe mais gosta.
- Cabazes
Partindo da ideia anterior, podem fazer cabazes de diversos temas. Por exemplo, a vossa mãe gosta de Flores, oferecer-lhe um cabaz com diverso tipos de flores para ela plantar.

- Flores
Outra prenda básica. Tanto podem oferecer o ramo, como um vaso com flores. Este último durará mais tempo.

- Objetos decorativos
Podem ser velas, molduras, entre outras coisas. Na fotografia a sugestão que vos trago é um pano, que serve de decoração em diversos locais.
Para comprar panos do estilo dos que estão na foto, podem falar comigo. 
- Livros
Para as mães que são fãs de literatura, e não só, podem oferecer um livro. Pode ser de literatura, ou um livro de receitas, de bricolage, hoje em dia à de tudo!
Fazer
Retirei 4 ideias do pinterest, que parecem fáceis de fazer e que são muito giras! óbvio que há muito mais, podem encontrar todo o tipo de coisas por lá!
Todas podem ser adaptadas para algo que achem que faz sentido para vocês



Basta colocarem no Pinterest na barra de pesquisa DIY Mothers day gifts e aparecem diversas opções e ideias!

Já têm ideia do que vão oferecer às vossas mães?


1º ano de Blogue

Quem diria que já passou um ano. O tempo tem passado tão depressa...
Foi um ano de descoberta e aprendizagem, de amor e loucura e de esforço para tentar ser sempre melhor, fazendo o que gosto.
Obrigada a todos os que seguem o blogue, que comentam, fazem também parte desta história.
Não se esqueçam de participar no passatempo de aniversário que está a decorrer até dia 30 (basta carregar na imagem ao lado).
E que para o ano estejamos cá novamente, para festejar mais um ano de música, literatura e cinema!